px facebook px twitter px youtube

logo

graduacaomateriais

A seção de ensino de Engenharia mecânica e de materiais do Instituto Militar de Engenharia oferece os cursos de Engenharia Mecânica e de Armamento, Engenharia Mecânica e de Automóvel e Engenharia de Materiais. Estes cursos têm por finalidade a formação específica em engenharia mecânica ou engenharia dos materiais, para os alunos do 3º ao 5º ano do Curso de Graduação (CG) e do curso de formação e graduação (CFG).

 

O Curso de Formação e Graduação (CFG) é destinado aos alunos oriundos do meio civil com o 2º Grau concluído. Estes alunos realizam o Curso Básico com a duração de 2 (dois) anos e, nos três últimos anos completam sua formação profissional na sessão de ensino. Já o Curso de Graduação (CG), recebe oficiais egressos da Academia Militar das Agulhas Negras - AMAN. Para estes alunos, o Curso Básico tem a duração de 1 (um) ano. Isto ocorre porque estes oficiais já cursaram parte das disciplinas ministradas pelo Curso Básico ao longo de sua formação naquela Academia. Os oficiais das nações amigas matriculados no IME realizam o curso com o CFG ou com o CG, de acordo com sua formação prévia.

 

O aluno concludente é nomeado oficial engenheiro millitar da ativa ou da reserva, integrando, portanto, o Quadro de Engenheiros Militares (QEM) do Exército Brasileiro.

 

O Curso de Graduação em Engenharia de Materiais forma um engenheiro generalista e funciona em regime seriado semestral com duração de 5 anos. Ao longo do curso, o aluno desenvolve diversos trabalhos práticos em laboratório e realiza visitas técnicas às industrias para a complementação pedagógica de sua formação. Além das disciplinas tradicionalmente oferecidas em cursos de Engenharia de Materiais, o curso inclui em seu currículo assuntos específicos tais como Seleção de Materiais e Análise de Falhas, Controle da Qualidade, Controle da Produção e Gestão de Projetos.

 

HISTÓRICO

 

O curso de Engenharia Metalúrgica do IME destinava-se à formação de Engenheiros Metalúrgicos, de acordo com a Lei nº 5194/66, que regulamenta a profissão de Engenheiro, e com a Resolução nº 218, de 29 de junho de 1973, que define as atividades das diferentes especialidades da Engenharia. Em 1986, o curso foi alterado de modo a oferecer uma formação acadêmica mais abrangente, envolvendo as disciplinas Física do Estado Sólido, Química Inorgânica, Física e Química dos Polímeros e Cerâmica Física, passando a ser conhecido informalmente como Engenharia de Materiais.

 

Em dezembro de 2003, o Curso de Engenharia Metalúrgica passou a ser oficialmente denominado Engenharia de Materiais através da portaria No 114-EME de 04 de dezembro de 2003, publicada no Boletim do Exercito No 51/2003 de 19 de dezembro de 2003, que também estabeleceu a nova titulação da especialidade. O enquadramento e movimentação deste novo profissional dentro do Quadro de Engenheiros Militares (QEM) aconteceram em 30 de julho de 2004, através da resolução publicada na página 20 do Boletim do Exército No 31/2004 pelo Chefe do Estado-Maior do Exército, através da portaria No 071-EME de 26 de julho de 2004, que alterou a denominação e titulação do Curso de Engenharia Metalúrgica do Instituto Militar de Engenharia.

 

As atribuições do Engenheiro de Materiais foram estabelecidas pelo Ministro do Trabalho, por intermédio do Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia-CONFEA, através da Resolução no 241, de 31 de julho de 1976 publicada no Diário Oficial da União de 18 de Agosto de 1976, à folha 3298, Seção I - Parte II.

 

transparenciapublica px logoexercito px logo_frf px revistaime px logo_capes

© 2012 Instituto Militar de Engenharia - IME
Criação e Desenvolvimento: Agência 2A • Comunicação