px facebook px twitter px youtube

logo

dentronoticias

As inscrições para o Concurso de Admissão aos Cursos de Formação do IME (CA/CFrm) 2015/16, destinado aos graduados em engenharia de Fortificação e Construção (Eng. Civil) estarão abertas no período de 03 de agosto a 15 de setembro de 2015.

Clique aqui para realizar sua inscrição e clique aqui para visualizar a legislação do Concurso.

Confira aqui o resultado final com a relação nominal dos candidatos civis e militares na reserva selecionados para os cursos de Pós-Graduação do IME do 3º período de 2015.

A Validação Curricular visa aperfeiçoar a Formação e a Graduação dos Engenheiros Militares. Para tanto, você, ex-aluno militar do IME, formado entre 2011 e 2014, deve acessar o link abaixo para imprimir e preencher o Questionário de Ex-Aluno e remetê-lo ao IME até 30 de setembro de 2015, juntamente com o Questionário do Chefe Imediato, devidamente preenchido pelo seu atual chefe.

As informações destes questionários servirão de base para tomada de decisão referente à melhoria da formação e da graduação dos futuros Engenheiros Militares. Se preferir, os questionários(escaneados) poderão ser enviados para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Questionário Ex-aluno

Questionário Chefe Imediato

Em uma semana repleta de atividades na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), os Alunos do 1º ano do Instituto Militar de Engenharia realizaram diversas instruções militares. Os exercícios, no período de 9 a 13 de março de 2015, foram dos mais diversos tipos, como o salto de plataforma na piscina e testes físicos diários. Eles executaram também os seus primeiros disparos com o fuzil PARAFAL de calibre 7.62 mm, que o Exército Brasileiro usa, e tiveram contato com o novo fuzil IA2 de calibre 5.56mm. Os Alunos se interessaram pelo funcionamento e fabricação do novo armamento. Atividades como essas, servem para que os alunos aprendam e tenham novas experiências na sua vida militar e acadêmica.

 


A parte intelectual na formação do aluno no IME é importantíssima, porém o seu preparo físico, psicológico e o seu espírito de luta, faz o diferencial para que se torne um excelente ENGENHEIRO MILITAR no futuro.

“Coragem...pequeno soldado do imenso exército. Os teus livros são as tuas armas, a tua classe é a tua esquadra, o campo de batalha é a terra inteira, e a vitória é a civilização humana.” (Edmondo de Amicis)

O Instituto Militar de Engenharia realizou no salão nobre do IME, no último dia 07 de março de 2015, o 1º torneio de xadrez do ano, torneio Estácio de Sá. A edição contou com 62 jogadores, entre Oficiais do corpo permanente, Alunos e convidados. A competição foi disputada durante todo o sábado, e teve a presença ilustre do comandante do Instituto. Após o término do torneio, sagrou-se como campeão o convidado Alexandre Souza de Jesus, o Tenente Coronel do IME, João Marques de Moraes Mattos ficou em 2º lugar, e o segundo Tenente Márvio Darilho Salles ficou em 3º lugar. O jovem Marlon David Palozi, foi o aluno mais bem classificado, ficando em 5º lugar no torneio.

 

 

O xadrez muitas das vezes é usado como uma ferramenta pedagógica nas escolas, tendo como finalidade o desenvolvimento e capacidade intelectual do aluno. Desenvolvido desde o segundo semestre de 2005 pelo MEC, o projeto "Xadrez nas escolas" vem sendo capaz de transformar vidas de estudantes de diversas classes sociais, menores infratores e  deficientes visuais. No IME, desde 2006, é organizado o torneio, para que os jovens estimulem a concentração, paciência e o pensamento rápido. O jogo é uma ferramenta na formação de futuros profissionais das mais diversas áreas do Instituto.

 

O jogo de guerra

Na idade média, o xadrez inspirava os reis e estrategistas de combates, que se inspiravam no jogo para a formação de táticas nas guerras medievais. Muitos viam no xadrez uma forma de exercitar e praticar suas formas de atuar nas batalhas. No período da 1º e 2º guerra mundial, muitos eram os comandantes que praticavam o jogo, usavam ele como uma forma de se concentrar para um novo conflito que viria a qualquer momento.

“QUE AS GUERRAS E AS LUTAS ENTRE AS PESSOAS, FIQUEM APENAS NO TABULEIRO DE XADREZ” (Mequinho)

“Quando o rei de marfim está em perigo,
Que importa a carne e o osso
Das irmãs e das mães e das crianças?
Quando a torre não cobre
A retirada da rainha branca,
O saque pouco importa.
E quando a mão confiada leva o xeque
Ao rei do adversário,
Pouco pesa na alma que lá longe
Estejam morrendo filhos.”
(Fernando Pessoa – Os Grandes Indiferentes)

transparenciapublica px logoexercito px logo_frf px revistaime px logo_capes

© 2012 Instituto Militar de Engenharia - IME
Criação e Desenvolvimento: Agência 2A • Comunicação