px facebook px twitter px youtube

logo

dentronoticias

O Instituto Militar de Engenharia realizou no salão nobre do IME, no último dia 07 de março de 2015, o 1º torneio de xadrez do ano, torneio Estácio de Sá. A edição contou com 62 jogadores, entre Oficiais do corpo permanente, Alunos e convidados. A competição foi disputada durante todo o sábado, e teve a presença ilustre do comandante do Instituto. Após o término do torneio, sagrou-se como campeão o convidado Alexandre Souza de Jesus, o Tenente Coronel do IME, João Marques de Moraes Mattos ficou em 2º lugar, e o segundo Tenente Márvio Darilho Salles ficou em 3º lugar. O jovem Marlon David Palozi, foi o aluno mais bem classificado, ficando em 5º lugar no torneio.

 

 

O xadrez muitas das vezes é usado como uma ferramenta pedagógica nas escolas, tendo como finalidade o desenvolvimento e capacidade intelectual do aluno. Desenvolvido desde o segundo semestre de 2005 pelo MEC, o projeto "Xadrez nas escolas" vem sendo capaz de transformar vidas de estudantes de diversas classes sociais, menores infratores e  deficientes visuais. No IME, desde 2006, é organizado o torneio, para que os jovens estimulem a concentração, paciência e o pensamento rápido. O jogo é uma ferramenta na formação de futuros profissionais das mais diversas áreas do Instituto.

 

O jogo de guerra

Na idade média, o xadrez inspirava os reis e estrategistas de combates, que se inspiravam no jogo para a formação de táticas nas guerras medievais. Muitos viam no xadrez uma forma de exercitar e praticar suas formas de atuar nas batalhas. No período da 1º e 2º guerra mundial, muitos eram os comandantes que praticavam o jogo, usavam ele como uma forma de se concentrar para um novo conflito que viria a qualquer momento.

“QUE AS GUERRAS E AS LUTAS ENTRE AS PESSOAS, FIQUEM APENAS NO TABULEIRO DE XADREZ” (Mequinho)

“Quando o rei de marfim está em perigo,
Que importa a carne e o osso
Das irmãs e das mães e das crianças?
Quando a torre não cobre
A retirada da rainha branca,
O saque pouco importa.
E quando a mão confiada leva o xeque
Ao rei do adversário,
Pouco pesa na alma que lá longe
Estejam morrendo filhos.”
(Fernando Pessoa – Os Grandes Indiferentes)

transparenciapublica px logoexercito px logo_frf px revistaime px logo_capes

© 2012 Instituto Militar de Engenharia - IME
Criação e Desenvolvimento: Agência 2A • Comunicação